sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

História

Por Victorino Netto

Padre Aloísio Bellini
Mesmo levando em conta a rica diversidade do futebol brasileiro, pode-se dizer que a equipe mais popular de Assis teve uma origem bastante inusitada. Afinal, quando o Padre Aloísio Bellini decidiu fundar um time sua prioridade não era conquistar títulos ou revelar grandes craques.

Pároco da tradicional Vila Operária durante muitos anos e um dos principais líderes daquela comunidade, o clérigo encontrou na modalidade uma forma de instigar os jovens da época a seguir os caminhos da igreja. Surgia assim, em 21 de julho de 1954, o “Marianinho”, importante agremiação do futebol amador que posteriormente daria origem ao VOCEM (iniciais de Vila Operária Clube Esporte Mariano).

As ligações com a religião não pararam por aí. O branco e o bordô foram escolhidos como cores oficiais por representarem o pão e o vinho, ou seja, o corpo e o sangue de Cristo. Já o distintivo ganhou inscrições em latim com as frases “Audite Vocem Domini” e “Non ducor duco”, que significam respectivamente “Ouviste a voz do Senhor” e “Não sou conduzido, conduzo”.

Neste período não bastava ser bom de bola para garantir a titularidade: primeiro era preciso frequentar a missa, onde se distribuíam os vales que davam direito a escalação. Padre Bellini ainda marcava presença nas preleções que antecediam as partidas, onde tinha o hábito de rezar com os atletas. Não por acaso o apelido "Esquadrão da Fé" rapidamente ganhou popularidade entre os adeptos.

Primeiro estatuto do clube mariano
O ingresso no profissionalismo se deu em 1978, quando o clube disputou o chamado Campeonato Paulista da Terceira Divisão (equivalente ao quinto nível do Estadual). E a estréia contra Dracena, no estádio Marcelino de Souza, também ficou marcada pelo primeiro gol vocemista em torneios organizados pela Federação Paulista de Futebol. O autor da proeza foi o atacante Paulo Cuca, enquanto o goleiro vazado na ocasião era Marinho (que anos depois se consagraria vestindo a camisa bordô e branca). Naquela edição, após encerrar a 1ª fase invicto, o time de Assis cairia apenas nas finais diante do Cruzeiro.

Porém, o ápice do sucesso viria na década de 80, quando o clube permaneceu na 2ª divisão do campeonato paulista (atual A-2) entre 82 e 89. Nesse período o escrete mariano esteve próximo da elite, mas nunca conseguiu confirmar o acesso. A melhor campanha da história ocorreu em 1984, quando o VOCEM sucumbiu no quadrangular decisivo diante de Paulista, Noroeste e União Barbarense.

Nos anos 90, quando passou a atuar no Tonicão, a equipe entrou em declínio. O primeiro jogo no novo estádio foi um amistoso contra o Corinthians de Ronaldo, Neto, Tupãzinho e Viola, que goleou por 4x1. Tempos depois os vocemistas também receberiam o Santos de Antonio Lopes, Guga e Cuca, vendendo cara uma derrota pela contagem mínima.

Para desespero de sua torcida, o Esquadrão da Fé acabou perdendo forças gradativamente, oscilando entre idas e vindas ao profissionalismo. Após interromper suas atividades no início da década o clube ressurgiu em 1992, se licenciando novamente dois anos depois devido a problemas financeiros. Em 2000 ensaiou outro retorno aos gramados, retirando-se definitivamente de cena na temporada 2002 (quando disputava a extinta B-3).

Elenco que ingressou no profissionalismo em 1978
Passados quatro anos o VOCEM ingressou em um novo desafio, representando sua cidade  no futebol de salão através de uma parceria com a Autarquia Municipal de Esportes de Assis. Nas quadras o time conquistou títulos expressivos, casos da Copa TV TEM de Futsal (em 2006 e 2009), além do Campeonato Paulista do Interior na categoria sub-20 (2012).

As escolinhas infantis do clube mariano, gerenciadas pelos treinadores Fernando Santos e João Carlos Corina, também fizeram bonito, obtendo troféus importantes no futebol de base (como, por exemplo, a Copa Mercosul em 2010)

Depois de se manter afastado dos gramados por mais de uma década o Esquadrão da Fé só retornou ao profissionalismo em 2014, quando completou 60 anos de sua fundação e superou todas as adversidades para ressurgir das cinzas. De lá para cá o bordô e branco voltou a brilhar intensamente no futsal após o tricampeonato da Copa TV TEM em 2015, estreando ainda nas quadras de basquete graças a uma nova parceria com a AMEA.

Em campo, apesar de toda a badalação, o grande desafio continua sendo o acesso no Campeonato Paulista da Segunda Divisão para reviver a glória dos tempos áureos. E assim, de acordo com suas origens, a saga vocemista continua sendo norteada pela fé!

Participações do VOCEM no Campeonato Paulista:

1ª Divisão (atual A-1) - Nenhuma
2ª Divisão (atual A-2) - 1982, 1983, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988 e 1989
3ª Divisão (atual A-3) - 1980, 1981, 1992 e 1993
4ª Divisão (atual Segunda Divisão) - 1994, 2014, 2015, 2016
5ª Divisão (extinta) - 1978, 1979, 1999 e 2000
6ª Divisão (extinta) - 2001 e 2002
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

facchin disse...

muito linda a história e os objetivos da época, esperamos que a mentalidade continue a mesma.