segunda-feira, 21 de abril de 2014

VOCEM 0x2 Assisense: Encontros e desencontros

Sem conseguir repetir o desempenho de suas exibições iniciais, VOCEM sofre primeiro revés na Segundona no clássico frente ao arquirrival Assisense.
Derby local mobilizou a cidade durante toda a semana
Foi uma manhã de Páscoa infeliz! O torcedor vocemista mais uma vez fez a sua parte e lotou as arquibancadas. Entretanto, em dia pouco inspirado, o elenco mariano não conseguiu se encontrar no gramado do Tonicão, tropeçando no derby local com uma derrota por 2x0. Apesar do resultado adverso, o Esquadrão da Fé permanece na 1ª posição de sua chave nesse Campeonato Paulista da Segunda Divisão com os mesmos seis pontos do arquirrival, embora leve desvantagem nos critérios de desempate.

O jogo:

Acumulando 100% de aproveitamento em suas duas primeiras partidas nesse estadual, o VOCEM entrou em campo para o clássico municipal no centro das atenções. Durante a semana o clube obteve grande sucesso com a campanha #DerbyDaPaz, estimulando a cordialidade de seus adeptos e um ambiente amistoso no estádio Antônio Viana da Silva. A iniciativa ganhou inclusive a adesão da TV FEMA, que produziu chamadas nesse sentido com jogadores de ambas as equipes.

Vocemistas pararam o centro de Assis
Inspirados, os torcedores bordô e branco realizaram de maneira independente uma carreata pelo cidade no sábado que antecedeu a Páscoa, mobilizando pelo menos três quarteirões na Avenida Rui Barbosa. A presença de duas belas vocemistas com uma faixa no centro de Assis, enviadas pelo patrocinador Natpower Energy Drink, também chamou a atenção de quem passou pelo local.

Toda essa movimentação resultou em 2.137 pagantes, número superior ao da 1ª rodada, quando o Esquadrão da Fé jogou em casa e registrou o maior público entre os demais participantes. Em imensa maioria na Fonte dos Amores, os simpatizantes do VOCEM contribuíram para o clima de paz nos arredores do estádio, proporcionando uma linda festa nas arquibancadas.

Em campo, o técnico Buião recebeu apoio maciço após toda a repercussão causada pelo insultos racistas sofridos contra o Bandeirante de Birigui. A comissão técnica aproveitou a ocasião para promover a estréia do goleiro Carlão e do atacante Vanilson, apresentados pela diretoria em meio a última semana. Assim, Altenir e Ademir "Bahia" iniciaram o confronto no banco de reservas. Já Igor, que também participou dos jogos anteriores, ficou de fora cumprindo suspensão automática por cartão vermelho.

Após o atraso do trio de arbitragem, que entrou no gramado depois dos atletas, a bola finalmente rolou sob o forte calor assisense.  E conforme esperado, o embate se iniciou de forma truncada. Rapidamente, Pedrinho e Felipe foram punidos com cartões amarelos, mas o juiz Raphael dos Santos Alves não mostrou o mesmo critério diante da reincidência da dupla ao longo do confronto. O meio-campista Diego Volpini também recebeu seu terceiro amarelo no torneio, ficando assim de fora da próxima partida do Esquadrão da Fé.

Em poucos minutos ficava claro para os vocemistas qual seria a postura de seus adversários. Exercendo forte marcação e abusando da catimba, o Falcão do Vale equiparava as ações, arriscando principalmente nos chutes de fora da área. Atento, Carlão mostrou estar em forma frente ao seu ex-clube, sendo constantemente vaiado pela minoria que um dia o aplaudiu. 

Torcida bordô e branca lotou sozinha o Tonicão
Entretanto, as melhores chances do 1º tempo foram do VOCEM, que acabou pecando nas finalizações. Em lances de bola parada o arqueiro Augusto mostrou competência, salvando uma cabeçada certeira de Thiago Amaral, além de se recuperar em tempo de evitar um gol por cobertura de Lucas Santos. No último lance da etapa inicial Heltinho ainda poderia ter estufado as redes, mas a testada saiu rente ao poste e escapou pela linha de fundo.

Na saída para o intervalo o Clube Atlético Assisense continuou batendo boca diante da passividade da arbitragem. Membros da comissão técnica e jogadores da equipe azul ofenderam os vocemistas no caminho para os vestiários e a discussão generalizada resultou em cartões amarelos para o zagueiro Gago e o volante Severo. O reinicio do confronto também foi atrasado depois que a ambulância do estádio precisou encaminhar o atacante Nei para o pronto-socorro com suspeita de fratura na costela.

Dentro das quatro linhas o Esquadrão da Fé tomou novamente a iniciativa, mas seguia enfrentando dificuldades para concluir. Um chute impreciso do artilheiro Heltinho logo nos primeiros minutos do 2º tempo escancarou essa realidade. Sem conseguir se encontrar na frente, o VOCEM também pecou em lances capitais na defesa. Aos oito minutos, em bola alçada na área, o estreante Davis se antecipou a marcação para anotar de cabeça o primeiro tento da partida.

Buscando a reação, o técnico Buião abriu mão do volante Diego Volpini para a inclusão do atacante Ivan Paraná, trocando ainda Heltinho por Ademir "Bahia". Mas instantes depois, em uma infelicidade do capitão Rafael Santos, o Assisense conseguiu ampliar novamente com Davis. Um verdadeiro balde de água fria nas expectativas vocemistas!

Embora o torcedor bordô e branco continuasse fazendo barulho nas arquibancadas, o fato é que a equipe sentiu o baque dentro de campo. Para piorar os atletas adversários ignoraram totalmente o espírito do fair play, solicitando a entrada da maca em toda falta sofrida. As únicas exceções foram os zagueiros Gago (que se machucou sozinho em choque com Augusto) e Igor (posteriormente substituído com uma lesão na perna). André Tobias e Guilherme ainda seriam punidos por retardar o reinicio de jogo, irritando quem foi ao Tonicão em busca de bom futebol. 

Jogadores não se entenderam em campo
Entrando na pilha, o Esquadrão da Fé cometeu muitas faltas e favoreceu a cera dos rivais. Tal realidade contribuiu para que nomes como Ivan Paraná, Carlão, Thiago Amaral e Thiaguinho (que entrou no lugar de Lucas Santos) terminassem o duelo com um cartão amarelo na conta. No total foram 23 infrações, sete a mais do que a média registrada nas duas exibições anteriores. Os méritos do Falcão do Vale estiveram justamente nessa capacidade de impedir que o VOCEM desenvolvesse seu estilo mais técnico. 

A falta de sintonia ficou evidente quando o clube mariano errou uma jogada ensaiada dentro da grande área em infração assinalada depois do goleiro Augusto ter retido a bola por mais de seis segundos. Contudo, a melhor chance de amenizar o prejuízo caiu nos pés de Thiago Amaral, embora o chute tenha saído sem a força necessária para superar o guarda-redes adversário.

Em um dia onde tudo deu errado o apito final terminou por ser um alívio para os vocemistas. A festa dos rivais, digna de um título, ilustrou a satisfação do Assisense pelo triunfo. Nos bastidores, os dirigentes do time afirmavam se tratar da maior vitória na história do Falcão do Vale. Para o clube mariano, apenas uma derrota a ser assimilada. Ciente de seus objetivos, o Esquadrão da Fé passa a se preparar para um embate complicado na penúltima rodada desse 1º turno, quando joga longe de seus domínios frente ao Grêmio Prudente. O duelo está marcado para o próximo sábado (26/04), às 16 horas, no estádio Paulo Constantino, conhecido popularmente como Prudentão.

Ficha Técnica:

VOCEM 0x2 Assisense

Local: Estádio Antônio Viana Silva; Arbitragem: Raphael dos Santos Alves (Árbitro), Marlon Spinola (Assistente 1), Thales José Pinheiro (Assistente 2), Luiz Plínio Rezende Junior (Quarto Árbitro); Gols: Davis aos 8' e aos 13 minutos do 2º tempo; Cartões Amarelos: Pedrinho, Felipe, Gago, André Tobias e Guilherme (Assisense); Diego Volpini, Severo, Ivan Paraná, Carlão, Thiago Amaral, Thiaguinho (VOCEM).

VOCEM: Carlão; Ivan, Celito, Rafael Santos, Celsinho; Lucas Santos (Thiaguinho), Severo, Diego Volpini (Ivan Paraná); Thiago Amaral; Vanilson e Heltinho (Ademir "Bahia"). Técnico: Antonio Carlos da Silva "Buião".
Assisense: Augusto; Rafinha, Gago, Igor (Vinicius), Felipe; Jefferson, Pedrinho, Andrezinho (Roberto Baggio), André Tobias; Nei (Guilherme) e Davis. Técnico: Alisson Moraes.

- Clique aqui e confira a reportagem do Globo Esporte sobre a partida

Fotos: Mauro Lima e Departamento de Comunicação.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: