domingo, 20 de julho de 2014

VOCEM 1x2 Primavera: Estragando a festa

Prestes a completar 60 anos de vida, clube mariano termina prejudicado por expulsão e estréia com derrota em casa na 2ª fase do estadual


O cenário estava armado para uma festa. Às vésperas de completar 60 anos de história, o Vila Operária Clube Esporte Mariano estreava na 2ª fase do estadual com um time renovado, reforçado pelo otimismo de sua torcida nas arquibancadas do Tonicão. O adversário era o tradicional Primavera de Indaiatuba, dono da melhor defesa na 1ª fase da Segundona, mas nem mesmo o gol dos visitantes logo no início da peleja desanimou a massa bordô e branca.

Demonstrando poder de reação, o Esquadrão da Fé empolgou com um bom futebol ao longo do 1º tempo, igualando o marcador antes mesmo do intervalo. Entretanto, um cartão vermelho infantil logo nos primeiros minutos da segunda etapa minou as chances de uma virada. E um vacilo defensivo acabou custando ao VOCEM mais um tropeço dentro de seus domínios.

O jogo:

Em sua primeira partida oficial no comando do clube mariano, o técnico Ademilson Venâncio promoveu a estréia de cinco jogadores: os laterais Dudu e Renan, o volante Amsterdan, o meia Rosembrinck e o atacante Deivid "Tiziu". Completando a base do 3-5-2, nomes que já integravam o elenco desde a 1ª fase, entre eles o goleiro Altenir, os zagueiros Bruno, Wesley e Almir, o volante Diego Volpini e o atacante Marcão.

O maior desfalque ficou por conta ausência do capitão Tiago Soller, poupado por orientação do departamento jurídico. Até por isso, causou estranheza em toda a torcida a ausência de Lucas Santos, o "Bocão", entre os relacionados para a partida.

Com a bola rolando, o VOCEM perdeu a chance de se impor no Tonicão logo de cara. Aos seis minutos o meia Cris avançou com liberdade e encontrou espaço para surpreender o arqueiro mariano com um belo chute de fora da área. Mas nem por isso a torcida deixou de apoiar...

Aos poucos o Esquadrão da Fé foi se encontrando, fazendo fluir seu melhor futebol. Encaixada, a marcação ganhou moral quando Almir Santos mandou um rival no alambrado após dividida ombro a ombro. A mesma disposição era verificada pelas laterais, onde Dudu avançava impiedosamente pela direita enquanto Renan se mostrava mais equilibrado pelo lado oposto. Pelo meio, Rosembrinck se mostrou novamente o maestro que os torcedores queriam, enquanto Tiziu levava a arquibancada ao delírio com suas arrancadas para cima dos marcadores.

Tamanha evolução foi premiada aos 30 minutos, quando Dudu invadiu a área e esperou o contato do goleiro para pedir a penalidade. A arbitragem concordou. Com personalidade, Tiziu pediu a bola e deslocou o guarda-metas adversário para estufar as redes.

A igualdade antes mesmo do intervalo renovou o ânimo dos vocemistas, que pareciam prontos para dar a volta por cima, encerrando um incômodo jejum de vitórias como mandantes (o único triunfo nessa condição foi contra o PPFC, no início de abril).

Faltou combinar com o volante Amsterdan. Em uma entrada desnecessária aos quatro minutos, o volante acabou expulso, deixando os companheiros em situação delicada. Tentando manter o equilíbrio de sua formação, o técnico Ademilson Venâncio sacou o apagado Marcão, reforçando a marcação no meio-campo com o volante Severo. Embora o Primavera tivesse dificuldade para criar oportunidades, o VOCEM já não conseguia mais assumir o protagonismo, se esforçando para permanecer vivo na partida.

O golpe de misericórdia veio em uma desatenção. Embora tivesse treinado a semana toda visando coibir as cobranças de lateral na grande área, uma das especialidades da equipe de Indaiatuba, a defesa mariana se descuidou aos 25 minutos, permitindo o cabeceio de Felipe. A bola ainda resvalou em Almir antes de vencer Altenir, recolocando o time bordô e branco em situação delicada no placar.

Tentando mudar o quadro, a comissão técnica vocemista apostou em Marcelinho Barbosa e Johnny Dias, alternativas de velocidade para o setor ofensivo. Ademilson Venâncio até foi aplaudido quando abriu mão de um volante (Diego Volpini), mas a torcida não perdoou quando o treinador resolveu tirar Deivid Tiziu do jogo. As mudanças não surtiram o efeito esperado e o apito final deixou um gosto amargo para o Esquadrão da Fé. No aniversário de 60 anos da equipe, os torcedores do Vila Operária Clube Esporte Mariano tiveram de se contentar com um verdadeiro "presente de grego"!

Ficha Técnica:

VOCEM 1x2 Primavera

Local: Estádio Antonio Viana da Silva "Tonicão" (Assis); Arbitragem: Júnior César Lossávaro (Árbitro), Marcio Luiz Augusto (Assistente 1), Leandro Almeida dos Santos (Assistente 2), Bruno Alexandre Soto (Quarto Árbitro); Gols: Cris aos 6' e Deivid Tiziu aos 30' do 1º tempo; Felipe aos 25 do 2º tempo; Cartões Amarelos: Jeferson, Júlio César, Rafael Ramos, Jorge Miguel, Vinicius (Primavera); Expulsão: Amsterdan (VOCEM).

VOCEM: Altenir; Bruno, Wesley, Almir; Dudu, Amsterdan, Diego Volpini (Marcelinho Barbosa), Rosembrick, Renan; Deivid Tiziu (Johnny Dias) e Marcão (Severo). Técnico: Ademilson Venâncio.
Primavera: Jeferson, Rafinha, Diogo, Vinicius Costa, Leandro; Jorge Miguel, Julio Cesar (Mateus Santos), Robério, Cris; Felipe (Renan Romano) e Juninho Carioca (Franc). Técnico: Jenildo Cavalcanti.

Confira a reportagem da Record sobre a partida:



Próxima rodada:

Depois de estrear em casa, o VOCEM agora tem dois compromissos seguidos longe de seus domínios. O time bordô e branco volta a jogar no próximo sábado (27/07), às 15 horas, na cidade de Pirassununga. O duelo contra o Clube Atlético Pirassununguense, que também vem de derrota na 1ª rodada (1x0 contra a Portuguesa Santista), será no estádio Belarmino Del Nero.

Nessa partida a equipe de Assis não contará com o volante Amsterdan, suspenso, mas em compensação deve ter o retorno do capitão Tiago Soller. No sábado seguinte (02/08), o clube mariano viaja até Santos para enfrentar a Portuguesa local.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: