domingo, 24 de agosto de 2014

Primavera 2x1 VOCEM: Último suspiro!

Com um homem a menos desde o 1º tempo, Esquadrão da Fé joga bem, mas se despede do estadual com uma derrota em Indaiatuba
(Foto: Mauro Lima)
Já eliminado, o VOCEM entrou em campo neste domingo buscando se despedir de forma digna desse Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Sem grandes responsabilidades, o time iniciou o jogo de forma desastrosa, sofrendo dois gols e perdendo um atleta expulso em menos de 20 minutos.

Entretanto, ao longo da partida o Esquadrão da Fé conseguiu se superar, amenizando sua desvantagem no placar e impondo relativa dificuldade ao adversário. Embora tenha deixado o campo de cabeça erguida, o clube mariano não conseguiu evitar mais um tropeço na competição. Realidade que também sintetiza a campanha da equipe durante todo o estadual...

O jogo:

Os problemas do treinador Ademilson Venâncio para escalar sua equipe começaram ao longo da semana. A eliminação precoce contribuiu para que a diretoria antecipasse a recisão de alguns jogadores, entre eles os goleiros Altenir e Felipe (que passou toda temporada lesionado), os volantes Amsterdan e Diego Volpini, o meia Marcelinho Dias, além do atacante Deivid Tiziu (suspenso da rodada final devido a um cartão vermelho).

E assim como havia ocorrido diante da Pirassununguense, a comissão técnica mais uma vez decidiu não relacionar o veterano Rosembrick. Contratado como principal reforço do VOCEM para a 2ª fase, o armador se ausentou de diversos treinamentos alegando contusões, perdendo assim a confiança de Venâncio e seus auxiliares.

Escalando sua equipe em um 4-4-2, o treinador bordô e branco promoveu a estréia do goleiro Wellington Aranha, lançando entre os onze iniciais nomes como o meia-direita Rodrigo Sabão e o centroavante Vieira. Complementando o banco de reservas, alguns garotos que não foram aproveitados na última rodada do Campeonato Paulista Sub-20 também ganharam uma oportunidade, casos de Jair e Daniel Cabelo.

Porém, os primeiros minutos foram traumáticos para os vocemistas. Precisando dos três pontos para garantir sua vaga, o Primavera se lançou ao ataque, promovendo uma verdadeira blitz na frente. Logo aos 8 minutos o lateral-esquerdo Leandro foi bem ao acertar um petardo cruzado, inaugurando a contagem no estádio Ítalo Mário Limongi.

Abatido, o VOCEM acusou o golpe e facilitou a vida dos mandantes. Mesmo sem contar com o atacante Felipe, o Tricolor levava perigo com a dupla Ricardinho e Franc. Aos 16 minutos, o segundo deles ampliaria a vantagem para o delírio das arquibancadas. Como desgraça pouca é bobagem, o Esquadrão da Fé ainda perderia Dudu Silva instantes depois. De forma infantil, ele bateu boca com a arbitragem até ganhar o cartão vermelho do juiz Vinicius Gonçalves Dias Araujo.

O Fantasma da Ituana também perdeu Franc aos 38 minutos, mas devido a uma lesão. E a saída do artilheiro esfriou um pouco as coisas no sistema ofensivo dos donos da casa. Nas chances em que criou para liquidar a fatura, o Primavera ainda esbarrou em boas defesas do goleiro Aranha, levando para o intervalo a vitória parcial por 2x0.

Na volta dos vestiários Ademilson Venâncio optou pela entrada de mais um zagueiro (Léo), sacrificando o discreto Vieira. Tal alteração sugeria uma retranca na tentativa de evitar uma derrota mais elástica,  mas bem postados taticamente os vocemistas voltaram inspirados para a etapa complementar. Uma das principais virtudes foi a raça do time, que passou a compensar suas limitações com muita disposição.

A recompensa veio rápida, com um gol de cabeça do zagueiro Bruno aos cinco minutos. Abusando da velocidade, os alas Dudu Caetano e Renan encontravam liberdade para explorar os flancos, assim como perigoso Rodrigo Sabão. Contudo, o mais endiabrado era Johnny Dias, que deu bastante trabalho aos seus marcadores.

Sentindo o bom momento, a comissão técnica ainda reforçou o ataque com a inclusão de Peterson, mas aí foi a vez do goleiro Jefferson se destacar. Com defesas arrojadas, o camisa 1 evitou o empate rival, brilhando principalmente na reta final do confronto, quando o VOCEM intensificou sua pressão.

Sem conseguir a igualdade, o time encerra a 2ª fase com três derrotas e três empates, ficando na última colocação do Grupo 11. Por outro lado, o triunfo assegurou ao Primavera a liderança da chave com 10 pontos, enquanto Pirassunguense e Portuguesa Santista (que empataram em 1x1 no complemento da rodada) também se garantiram na próxima etapa com 9.

Em seu retorno ao futebol profissional após 12 anos de ausência, os vocemistas mostraram muita força nos bastidores, vencendo uma batalha judicial armada para tentar impedir sua participação na Segundona, além de mobilizar patrocinadores e torcedores como há muito tempo não se via em Assis. Porém, com a bola rolando o elenco não engrenou como se esperava, sucumbindo a pressão da crítica e também as constantes mudanças de planejamento. 

Lições que ficam para 2015, quando se espera um VOCEM ainda mais forte tanto dentro quanto fora de campo!

Ficha Técnica:

Primavera 1x1 VOCEM

Local: Estádio Ítalo Mário Limongi (Indaiatuba/SP); Público: 365 pagantes; Renda: R$ 2.940,00; Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (Árbitro), Daniel Luis Marques (Assistente 1), Bruno Salgado Rizo (Assistente 2), Rodrigo Pires de Oliveira (Quarto Árbitro); Gols: Leandro aos 8' e Franc aos 16 minutos do 1º tempo, Bruno aos 5 minutos do 2º tempo; Cartões Amarelos: Xisto (Primavera), Tiago Soller (VOCEM); Expulsão: Dudu Silva.
Primavera: Jefferson; Zanellato, Diogo, Jorge Migule, Leandro; Xisto (Guilherme)  Robério, Cris, Aldinho; Ricardinho (Daniel) e Franc  (Juninho Carioca). Técnico: Márcio Souza.
VOCEM: Wellington Aranha; Dudu Caetano (Peterson), Bruno, Wesley, Renan; Tiago Soller, Foguinho, Rodrigo Sabão, Dudu Silva; Johnny Dias e Vieira (Léo). Técnico: Ademilson Venâncio.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: