sexta-feira, 15 de abril de 2016

Com só 13 atletas inscritos, VOCEM estréia domingo na Quarta Divisão


Começa neste final de semana o Campeonato Paulista de futebol da Segunda Divisão, considerada o quarto nível estadual da modalidade entre os profissionais. Pelo terceiro ano consecutivo Assis terá dois clubes da cidade participando: VOCEM e Clube Atlético Assisense. 

Coincidentemente, para a estreia, os dois times conseguiram registrar apenas 13 jogadores, ou seja, além dos 11 que estarão em campo, os treinadores terão apenas duas possibilidades de mudança. Pelo regulamento, cada clube pode inscrever mais 15 jogadores para a primeira fase, totalizando 28. 

 O Vila Operária Clube Esporte Mariano – VOCEM de Assis – estreia fora de casa. O time do treinador Paulo Cesar, o PC, viaja sábado para Capão Bonito onde, no domingo, às 10 horas, enfrentará o Elosport. 

A diretoria do time mariano só conseguiu registrar 13 atletas. São eles: Billy (28 anos), Bruno Carvalho (23 anos), Caíque (25 anos), Foguinho (22 anos), Iago (21 anos), Jardiel (23 anos), Jé (21 anos), Jefferson (20 anos), Marcos Vinícius (21 anos), Mikael (22 anos), Edson Negão (22 anos), Stive (38 anos) e Victor Hugo (22 anos). Por enquanto a média de idade dos jogadores do VOCEM é de 23 anos e seis meses. 

MATADOR – O grande destaque do VOCEM nesse início de temporada promete ser o atacante Billy, de 28 anos. O jogador já seria contratado pelo time mariano na segunda fase do Campeonato Paulista de 2015, mas como a equipe não conseguiu garantir a classificação, Billy foi emprestado ao Fernandópolis, onde terminou como um dos artilheiros na reta final da campanha de acesso. 

Na temporada 2011, o atacante comemorou 11 gols. Atuando pelo Guaçuano, em 2012, Billy marcou 17 gols. A grande marca do artilheiro foi em 2013, quando balançou a rede 33 vezes jogando pelo Itapirense. Na temporada 2014, Billy marcou oito gols em 25 jogos atuando pelo Rio Branco de Americana. Em 2015, Billy anotou 15 gols nos 28 jogos que participou. Além do Fernandópolis, onde subiu para a Série A-3, ele tinha passado pelo São Carlos. 

Ou seja: nas últimas cinco temporadas, atuando em diferentes clubes e divisões, Billy marcou um total de 84 gols, com uma incrível média de 16 gols por ano. Os números são surpreendentes e vale lembrar que em 2016 ele também já foi às redes quatro vezes em 16 jogos na Série A-3. Com isso, o VOCEM pode, finalmente, ter corrigido um dos maiores problemas enfrentados desde seu retorno ao futebol profissional: a falta de um “matador”. 

Na temporada anterior, o centroavante Jailton foi o principal artilheiro do Esquadrão da Fé com a marca de cinco gols. No entanto, as expulsões em jogos decisivos como a derrota no derby local do 1º turno ou na desclassificação precoce diante do Fernandópolis comprometeram o desempenho do atleta com a camisa mariana. Em 2014, a situação foi ainda pior: o ponta Heltinho, o volante Diego Volpini e o zagueiro Bruno foram os “artilheiros” da temporada, com apenas dois gols cada. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: