domingo, 29 de maio de 2016

VOCEM 1x1 Tupã: Antes tarde do que nunca!

Capitão vocemista Caíque e Sueli Zanini exibem
o troféu de campeão do 1º turno (Foto: Divulgação) 
Em um duelo duríssimo, o VOCEM precisou suar a camisa para garantir nos acréscimos o empate em 1x1 frente ao Tupã, válido pela 7ª rodada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O herói mariano foi Dieguinho, autor do gol que assegurou a invencibilidade do Esquadrão da Fé no estadual e garantiu o troféu Dr. Zanini, título simbólico de campeão do 1º turno no grupo 1. Abrindo o returno, o clube bordô e branco agora volta à campo no próximo domingo (05/06), às 10 horas, para confronto diante do Elosport no Tonicão.

O jogo:

Embora estivesse desfalcado do zagueiro Marcos Vinicius (suspenso) e do ponta Jardiel (que segue lesionado), o técnico Paulo César Santos, o PC, contava com o importante retorno do artilheiro Billy, poupado no clássico contra o Assisense. Visando tornar ainda mais ofensiva sua equipe a comissão técnica mariana também promoveu a entrada dos laterais Ítalo e Henrique, sacando Jé e Jeffinho do time titular.

Porém, quem assumiu o controle da partida logo nos primeiros minutos foi o Tupã, que partiu para cima e deu trabalho ao goleiro Stive. Acuado, o VOCEM enfrentava dificuldades para chegar ao ataque, assustando em raras oportunidades, como em uma cabeçada de Billy.

A situação começou a mudar aos 15 minutos do 1º tempo, quando Dú Gaia agrediu Caíque com uma cotovelada. Embora o lance tenha passado despercebido pelo juiz, o quarto árbitro acabou denunciando o atleta do Tupã, expulso corretamente na sequência.

Em vantagem numérica o Esquadrão da Fé se lançou à frente, mas continuava pouco inspirado na criação. Maduro e bem postado taticamente, o time comandado por Tupãzinho irritava ainda mais os anfitriões ao ao abusar das faltas, esfriando o jogo na base da catimba. O castigo veio aos 38 minutos, quando o defensor Salmo inaugurou a contagem para os visitantes em um rápido contragolpe.

Sentindo o baque, os vocemistas entraram na provocação adversária. Após levar cartão amarelo por calçar um rival, Edson Negão discutiu com seu treinador ao ser substituído por Dieguinho antes mesmo do intervalo, deixando evidente o nervosismo mariano.

Na volta para o 2º tempo o VOCEM tentou intensificar a pressão, mas continuou esbarrando na retranca armada pelo Tupã. Apagados, nomes como Victor Hugo, Bruno Ceará e até mesmo Billy não conseguiam repetir o mesmo desempenho de outras exibições, tornando-se presas fáceis para seus marcadores.

Tentando arriscar, PC colocou o meia Marlos no lugar do zagueiro Alan, mas para desespero da torcida ele acabou expulso menos de 15 minutos depois após pisão em um adversário. Embora pelejasse, o Esquadrão da Fé se expunha em campo. E com a defesa desguarnecida, Jácio passou a incomodar com frequência, sempre no mano a mano, exigindo superação por parte da marcação bordô e branca.

A comissão técnica vocemista ainda tentou reorganizar o setor com a entrada de Jé, mas o excesso de cartões na reta final do encontro quase coloca tudo a perder. Em pouco mais de 15 minutos, cinco atletas marianos acumularam amarelo, entre eles Victor Hugo (suspenso para o próximo compromisso) e o capitão Caíque (expulso de forma rigorosa por reclamação).

Quando tudo parecia perdido, Dieguinho foi recompensado por seguir acreditando. Após rebote na área, ele acertou um chute de rara felicidade para estufar as redes nos acréscimos e decretar a igualdade no Tonicão. Um gol que manteve o VOCEM na liderança do grupo 1 com 17 pontos e garantiu ao clube o troféu simbólico em homenagem ao doutor Dr. Luiz Augusto Zanini.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: