domingo, 15 de maio de 2016

VOCEM 6x0 Osvaldo Cruz: Rolo compressor!

(Foto: Mauro Luiz Lima)
Por Victorino Netto

Em duelo válido pela 5ª rodada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, o VOCEM não tomou conhecimento do Osvaldo Cruz, estabelecendo no Tonicão uma das maiores goleadas desse estadual. O placar de 6x0 não apenas confirma o Esquadrão da Fé na liderança do Grupo 1 com quatro pontos de vantagem em relação ao 2º colocado, como mantém os 100% de aproveitamento da equipe na competição. Dono do melhor ataque e da melhor campanha do torneio até aqui, o clube mariano empolga pela arrancada, prometendo manter-se firme na briga pela classificação.

O jogo:

Sem poder contar com o armador Bruno Ceará, o técnico Paulo César do Santos, o PC, apostou na entrada de Diego entre os onze iniciais, investindo principalmente na velocidade de seu setor ofensivo. Na defesa Erón foi mantido como titular, barrando Alan que retornava de suspensão.

Mostrando um toque de bola consciente, os vocemistas rapidamente assumiram o controle do jogo, envolvendo com facilidade seus adversários. A marcação adiantada também acuou o Azulão, que não conseguia sair para o contragolpe e limitava cada vez mais sua disputa ao campo defensivo.

Sem pressa a equipe mariana buscou por uma brecha, até que aos 20 minutos Jardiel recebeu lindo lançamento de Foguinho e bateu cruzado para inaugurar o marcador. Pouco depois o camisa 11 acabou vitimado pela violência rival, sendo substituído por Edson Negão.

Predominante dentro das quatro linhas, o VOCEM continuou pressionando o Osvaldo Cruz e ampliou sua vantagem antes mesmo do intervalo, aos 43 minutos, graças ao faro de gols apurado do artilheiro Billy. Festa na arquibancada do estádio Antônio Viana Silva, reforçada neste domingo com a volta do saudoso camisão da Torcida Mancha Roxa, mas ainda prejudicada pela ausência de instrumentos e outros adereços que apenas contribuem para o embelezamento do espetáculo.

No retorno dos vestiários, a comissão técnica bordõ e branca promoveu a entrada do lateral-direito Ítalo (que também voltava de suspensão) no lugar de Jé. Entretanto, quem se deu bem por aquele lado foi Edson Negão, que cortou para dentro e bateu de esquerda logo aos 10 minutos para marcar o terceiro do time de Assis.

(Foto: Mauro Luiz Lima)
A situação dos visitantes se agravou na sequência com a saída de Juan, expulso após receber seu segundo amarelo. Aproveitando-se da vantagem numérica, o volante e capitão Caíque se lançou até a área, anotando o quarto gol vocemista aos 19 minutos.

O resultado deu tranquilidade para o Esquadrão da Fé desenvolver seu estilo de jogo e a torcida aproveitava para gritar "olé" a cada passe certo no Tonicão. O Azulão também contribuía para sua própria desgraça: faltando 15 minutos para o final do tempo regulamentar Paraguaio levou cartão vermelho e deixou seu time com apenas 9 jogadores.

Nem mesmo a penalidade desperdiçada por Victor Hugo amenizou a manhã trágica do Osvaldo Cruz. Demonstrando coragem, PC colocou mais um atacante (Guilherme) em campo e não deixou que seus comandados perdessem o pique. A recompensa veio aos 39 minutos quando Billy marcou mais um e chegou ao seu sétimo na competição, assumindo provisoriamente a artilharia do estadual.

Nos acréscimos o VOCEM ainda fechou a conta em grande estilo, chegando ao seu sexto tento na finalização de Guilherme. Porém, a arbitragem acabou considerando o lance gol contra de Renan Rocha. Nada que diminuísse a empolgação pela vitória. No entanto, os torcedores fizeram questão de lembrar aos jogadores a importância do compromisso agendado para semana que vem.

No próximo domingo (22/05) o Esquadrão da Fé faz o derby local diante do Assisense no Tonicão, tendo a chance de assumir o protagonismo no retrospecto histórico do clássico municipal. Em quatro partidas, são duas vitórias para cada lado e o duelo válido pela 6ª rodada do Grupo 1 será mais uma oportunidade para os arquirrivais desempatarem essa disputa.

Luto:

Durante a última quinta-feira (12/05), em Osvaldo Cruz, faleceu aos 89 anos o senhor Nildo Perosa. torcedor da velha guarda fanático pelo Azulão. Apaixonado também pela esposa Mariana, que o acompanhou em sua jornada apenas três dias depois. O exemplo de pai de família que tanto faz falta às arquibancadas de hoje em dia. Um eterno minuto de silêncio deste que assina o texto em respeito a memória de quem merece ser sempre lembrado!

- Clique aqui e confira a súmula da partida

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: